segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Como saber questões passíveis de anulação no Exame de Ordem?

Todos aqueles que já são ou se tornarão bacharéis e desejam exercer a função de advogado precisam passar pelo Exame de Ordem. Ser aprovado nesta etapa é uma exigência para a inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil como advogado.

exame de ordem

A prova OAB é organizada pela Fundação Getúlio Vargas – FGV, ela é dividida em duas etapas: a primeira possui 80 questões objetivas, sobre as disciplinas de Ética, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho, Direito Tributário, Direito Empresarial, Direitos Humanos, Direito Internacional, ECA, Direito Ambiental, Direito do Consumidor e Filosofia do Direito.

Já na segunda etapa os candidatos passam por uma prova prático-profissional e precisam responder também questões discursivas. Nesta fase, os inscritos deverão escolher entre as opções de Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Penal, Direito do Trabalho, Direito Tributário e Empresarial. 

É necessário obter 50% de aprovação na primeira etapa e, ao menos, 6 pontos na segunda fase. Mas, se após a divulgação dos gabaritos preliminares da prova objetiva e dos padrões de respostas preliminares da prova prático-profissional você não atingir esse resultado, não se desespere! É possível interpor recurso, dentro do prazo que consta no edital do Exame de Ordem.

Para saber as questões passíveis de anulação no Exame de Ordem é necessário que você fique atento aos comentários dos seus colegas e professores sobre a última prova. E para entrar com recurso você deverá utilizar exclusivamente, o Sistema Eletrônico de Interposição de Recursos, no endereço eletrônico http://oab.fgv.br, e seguir as instruções ali descritas para que o documento seja aceito. No momento da interposição de cada recurso, será gerado um número de protocolo único.

Você pode interpor um recurso por questão objetiva, por questão discursiva e acerca da peça profissional, limitado a até 5.000 (cinco mil) caracteres cada um. É necessário ser claro, consistente e objetivo. Recursos inconsistentes ou intempestivos serão liminarmente indeferidos.

É muito importante que você não se identifique de qualquer forma nos campos do formulário destinados às razões de seu recurso, sob pena de ter seu recurso liminarmente indeferido. Ao julgar os recursos, a banca terá acesso apenas ao seu teor, sem qualquer identificação. Desta maneira, a banca garante a impessoalidade no julgamento do seu pedido de revisão.

Os recursos são analisados e os resultados são divulgados no endereço eletrônico http://oab.fgv.br. A FGV não aceita recurso enviado por fax, correio eletrônico ou pelos Correios ou fora do prazo.  Recursos cujo teor desrespeite a banca, a FGV, a OAB ou qualquer das Seccionais serão liminarmente indeferidos.

Curso Online OAB


O Exame de Ordem requer uma preparação específica e bastante completa, pois é considerado como um exame complexo e com alto índice de reprovação.

Intercalando teoria e prática, a banca procura trazer questões interdisciplinares, que podem ser vistas e estudadas com o auxílio de um curso preparatório exame de ordem.

Com o auxílio de professores gabaritados a sua preparação se torna mais segura. Como especialistas no assunto, eles costumam passar dicas e orientações fundamentais para seu bom desempenho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário