quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Quantas questões são cobradas em concurso de nível superior?

Se você possui diploma universitário pode, além de ingressar no mercado de trabalho através de empresas privadas, também participar de concursos públicos, seja para cargos específicos para sua área de formação ou ainda para funções que não especificam uma formação específica. Cada vez mais os processos seletivos para candidatos com nível superior estão em evidência.

concurso de nível superior

Esses certames costumam ser muito concorridos, principalmente pelo fato de oferecerem ótimas condições de trabalho e remunerações excelentes. Mas falando especificamente sobre a pergunta que dá título a essa postagem, infelizmente não é possível precisar quantas questões são cobradas em concurso de nível superior, tudo vai depender da banca organizadora.

Mas aqui entre nós, quem realmente está bem preparado não precisa se preocupar com a quantidade de questões que aparecerão na prova. E para estar bem preparado é necessário focar, primeiramente, nas disciplinas de conhecimentos gerais, tais como:

·         Língua Portuguesa

Presente em 100% dos concursos de nível superior, a Língua Portuguesa nesse caso costuma cobrar com mais frequência a semântica; a gramática, mas em um grau de dificuldade maior se comparado as provas de nível médio; regências; e claro, interpretação.

·         Matemática

Assim como a Língua Portuguesa, aparece em 10 de cada 10 provas, seja a Matemática propriamente dita, mas também podendo ser a Matemática Financeira e ainda o Raciocínio Lógico.

Há ainda as disciplinas que, apesar de não tanto quanto as citadas acima, costumam ser cobradas com bastante frequência:

·         Informática

Principalmente pacote Office, sistema operacional Windows, atalhos, conceitos de internet e, um assunto novo, mas que tem aparecido muito, noções de informática.


·         Direito

Claro, várias áreas costumam cair nas provas de concursos de nível superior, mas duas que certamente são as mais cobradas dizem respeito a Direito Administrativo e Direito Constitucional. No primeiro, focando bastante no que trata os princípios e regras da Administração Pública, e o segundo analisando e interpretando as normas da constituição.

Uma vez sabendo quais são os assuntos mais recorrentes nas questões para concursos de nível superior, você também precisa se perguntar como aprendê-las da melhor forma, a fim de ter sucesso ao responde-las no dia da prova. A resposta é uma só: curso online.

O seu curso online para concursos deve oferecer videoaulas. Isso mesmo! Somente com videoaulas você se prepara de forma realmente efetiva pois, ao contrário das apostilas, consegue aprender todo conteúdo necessário de maneira dinâmica, uma vez que elas têm apenas 30 minutos de duração.

Essas mesmas videoaulas têm outros dois diferenciais fundamentais. O primeiro é o fato de apresentarem apenas conteúdos que realmente serão cobrados nas provas. Nada de enrolação! Nada de conteúdo desnecessário! Você vai direto ao ponto. E o segundo é estarem organizadas em formato de plano de estudos, ou seja, na ordem exata em que devem ser assistidas. Isso significa economia máxima de tempo.

E por fim, mas tão importante quanto, o seu curso online deve oferecer uma completa plataforma com questões de concursos nível superior, para que você possa treinar a resolução de acordo com que estudou. Assim testa seus conhecimentos e consegue simular como seria o dia da prova propriamente dita, ganhando ainda experiência e segurança.

Com essas dicas, acredite, você logo realizará o sonho de ser aprova em um concurso público.

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Posso trabalhar como contador(a) sem a carteira do CRC?

Assim como acontece com os graduados no curso de Direito, que precisam enfrentar a prova da OAB para exercer legalmente a profissão, os graduados no curso de Ciências Contábeis também devem se submeter a um exame específico para “validação” da profissão.

exame de suficiência

Realizado pelo Conselho Federal de Contabilidade – CFC e conhecido como Exame de Suficiência, o exame nada mais é do que uma prova que visa avaliar os conhecimentos e habilidades dos profissionais que pretendem ingressar no mercado de trabalho exercendo a função de Contador.

Desta forma, desde o ano 2000, quando aconteceu a primeira edição do exame, fica sendo considerado ilegal o exercício da profissão por aqueles que não possuem o registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade - CRC.

E para que você possa compreender a seriedade do assunto, separamos abaixo o trecho da lei em que fica destacada a obrigatoriedade da avaliação:

De acordo com o artigo nº 12 do decreto-lei nº 9295, de 27 de maio de 1946, com redação dada pela lei nº 12.249, de 2010:

Art. 12.  Os profissionais a que se refere este Decreto-Lei somente poderão exercer a profissão após a regular conclusão do curso de Bacharelado em Ciências Contábeis, reconhecido pelo Ministério da Educação, aprovação em Exame de Suficiência e registro no Conselho Regional de Contabilidade a que estiverem sujeitos.  

§ 1o O exercício da profissão, sem o registro a que alude este artigo, será considerado como infração do presente Decreto-lei.

Sobre o Exame de Suficiência


Realizada em duas edições anuais, a prova do CRC é composta por 50 questões, com valor de um ponto cada, que avaliam os conhecimentos adquiridos durante o período de graduação.

Nela são cobrados os conteúdos das disciplinas de Contabilidade Geral, Contabilidade de Custos, Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Contabilidade Gerencial, Controladoria, Noções de Direito e Legislação Aplicada, Matemática Financeira e Estatística, Teoria da Contabilidade, Legislação e Ética Profissional, Princípios de Contabilidade e Normas Brasileiras de Contabilidade, Auditoria Contábil, Perícia Contábil e Língua Portuguesa Aplicada.

Para conquistar a aprovação, é necessário acertar metade da prova, ou seja, somando 25 pontos.

Preparação para a prova


Na fase de preparação para a prova é importante contar com o apoio de profissionais qualificados e experientes no assunto.  A ideia é relembrar os conteúdos aprendidos em sala de aula.

Uma boa pedida antes de iniciar seus estudos é optar por um preparatório  cfc/crc que faça uma revisão completa dos assuntos a serem cobrados de cada disciplina e traga de forma exemplificada as aplicações práticas das teorias.

É importante ainda, durante todo o período de preparação, ter a disposição as questões de provas anteriores aplicadas pelo CFC. Desta forma, por meio da resolução de questões, você pode testar suas habilidade e conhecimentos, identificando suas dificuldades.

Enfim, ao contrário do que muita gente pensa, o Exame de Suficiência não é um bicho de sete cabeças. Basta apenas um pouco de preparo e dedicação para que você conquiste a aprovação e esteja a um passo de exercer a sua profissão.